FFP

FFP repudia ato racista sofrido por juíz durante jogo do Sub-15

Iudiney César Rocha e Silva foi ofendido por torcedor no Dia da Consciência Negra.

A Federação de Futebol do Piauí vem a público repudiar os atos de injúria racial sofridos pelo árbitro Iudiney César Rocha e Silva, ocorridos durante a partida entre River e Timon, válida pelo Campeonato Piauiense Sub-15. Na ocasião, o árbitro foi insultado, sendo xingado por um torcedor de "nego urubu ladrão" e que o mesmo deveria "voltar para o lixão". A ofensa aconteceu nesta quarta-feira, dia 20 de novembro, data comemorativa ao Dia da Consciência Negra.

Desde o ano passado, a Federação de Futebol do Piauí vem fazendo campanhas nas praças esportivas do estado para coibir e punir os atos de violência e de discriminação como racismo e homofobia. Em julho deste ano, a entidade e o Ministério Público do Piauí lançaram uma campanha contra o racismo no futebol e assinaram um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC).

Durante o segundo semestre, foram realizadas diversas ações em torno do futebol a fim de conscientizar os torcedores e todos os que de alguma forma são ligados ao esporte. Dentre as ações estão o uso de banners nas redes sociais e no site da FFP, chamadas nas transmissões dos jogos da FFPTV e spots no sistema de som dos estádios. Além disso, a mensagem “Racismo não se tolera, racismo se combate” segue sendo estampada em faixas usadas pelos jogadores na entrada em campo, em placas nas laterais do campo e no painel de led que fica na fachada da sede da FFP.

A campanha tem por objetivo a prevenção de condutas discriminatórias racistas, especificamente dentro das praças esportivas e foi motivada após um caso de injúria racial ocorrido na Série A do Campeonato Piauiense Profissional deste ano. Durante o jogo entre Piauí e Flamengo, o zagueiro Alan, do Enxuga Rato, relatou ter sido chamado de macaco por um torcedor rubro-negro. O caso foi julgado pelo TJD-PI e chegou ao MP-PI através da notícia de fato N° 000048-004/2019, oriunda da 32ª Promotoria de Justiça.

A Federação de Futebol do Piauí repudia de modo veemente todas as formas de racismo e ressalta que é inadmissível que ainda tenhamos que conviver com atitudes criminosas de discriminação contra árbitros, atletas ou o qualquer outra pessoa que esteja no ambiente desportivo.

Outras Notícias


TODAS NOTÍCIAS

Patrocinadores

IT TNET - A sua internet
Colchão Onix
Piauí Governo do Estado