Futebol do Piauí

FFP, FUNDESPI E SEMEL SE REÚNEM PARA DISCUTIR INVESTIMENTO NAS CATEGORIAS DE BASE

Fonte: FFP

A Semana de Integração do Futebol chegou ao seu quarto dia de debates envolvendo representantes do setor público estadual e municipal. Participaram do encontro desta quinta-feira (6) o presidente da Fundação dos Esportes do Piauí (Fundespi), Paulo Martins; o diretor de desporto da Fundespi, Aloísio Ernerto; o assessor da Fundespi, Janio Resende; o secretário Municipal de Esportes e Lazer, Renato Berger; Joniel Lopes, representante da Agap; Jacob Júnior, presidente do Piauí; o presidente do Tiradentes, tenente coronel Canuto; o presidente da Ceaf, José Steifel; o presidente da FFP, Cesarino Oliveira, além de outros dirigentes da entidade e membros da imprensa local.

 

Além das praças esportivas, o tema categorias de base voltou a ser destaque nos debates. A qualificação dos profissionais que trabalham com futebol no estado também foi abordada.

 

O presidente da Fundespi falou das reformas nas estruturas dos estádios para que os mesmos possam atender as demandas das partidas. Segundo Paulo Martins, o governo está trabalhando para que o Albertão possa estar em condições de uso até o mês final deste mês. O gestor também destacou a importância de uma boa gestão para o crescimento dos clubes e da necessidade de se ter um retorno do investimento do recurso público através do trabalho com as categorias de base.  

 

- Nossa proposta é de condicionar o dinheiro público às bases e o time funcionar 12 meses. Tem condição de patrocinar o time em uma competição, mas vamos direcionar um apoio para ter um quadro mínimo de futebol, um técnico, um educador físico, nutricionista, psicólogo, durante todo ano dando assistência aos jovens da base de cada time. Em 3 ou 4 anos com certeza vamos começar a exportar jogadores, não importar mais - afirma Paulo Martins.

 

O secretário da Semel, Renato Berger, frisou a importância da união entre a FFP, o estado e o município para promover torneios envolvendo as escolinhas, berço de novos talentos.

 

- Para melhorar o futebol, o trabalho de base é fundamental. Base é você iniciar do Sub-11, sub-13, etc, ter as escolinhas para colher os frutos. Aí você não chegar na hora do campeonato e precisar contratar 20 jogadores - disse Renato Berger.

 

Como forma de investir na revelação de novos talentos, a FFP irá promover os campeonatos Sub-11, Sub-15, Sub-17 ainda no segundo semestre de 2017. Outra competição que contará com jogadores oriundos da base é a Copa Piauí Sub-21, com início previsto para o dia 16 de agosto.

 

A Semana de Integração do Futebol terá seu encerramento nesta sexta-feira (7), com o encontro envolvendo as torcidas organizadas.